Páginas

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Índios X Pastores

Pastores pentecostais tocam fogo em templos indígenas no Brasil. “Urucum é bosta do diabo”

Ras Adauto da ppaberlim, nos alertou sobre a grave situação em que vivem os Guaranis no Mato-Grosso do Sul: “A luta dos índios guaranis no Mato Grosso do Sul para preservarem suas tradições religiosas  necesssita de intervenção do governo federal,  suas práticas religiosas estão sendo acintosamente satanizadas pelas seitas pentecostais.”
O 25 mil índios que ainda restam na região em que eles foram donos, estão sendo vítimas no momento de um massacre e genocídio cultural. 36 igrejas pentecostais  concorrem entre si pelas almas indígenas, somente em uma reserva com 12 mil indios em Dourados.
Os indígenas já não podem nem mais usar urucum, pois segundo os pastores das igrejas, a tinta  usada pelos indígenas para cobrir seus corpos, é “bosta” do diabo.
Reportagem de Fábio Pannunzio para a Rede Bandeirantes de Televisão.



segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Wikileaks publica millones de correos de una empresa de análisis de EE UU

WikiLeaks ha vuelto a llevar a cabo una filtración masiva de documentos confidenciales a través de Internet este lunes. Esta vez le ha tocado Stratfor Global Intelligence, una empresa privada de seguridad radicada en Texas (EE UU), conocida como la CIA en la sombra, que ya fue atacada el pasado mes de diciembre por los ciberactivistas de Anonymous. WikiLeaks ha hecho accesibles a los internautas más de cinco millones de e-mails de la empresa de espionaje e inteligencia, que trabaja con servicios secretos, embajadas internacionales (incluida la de España) y disitintas compañías multinacionales. (continue lendo)

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Crude - O Verdadeiro Preço do Óleo


(EUA, 2009, Direção: Joe Berlinger)
A mídia tradicional esconde as ações de uma das empresas mais criticadas pela mídia alternativa, a Chevron. Conheça um dos porquês de jornalistas como Paulo Henrique Amorim, Luiz Carlos Azenha e Altamiro Borges despenderem tanto tempo criticando tal corporação. (docverdade)

Por Matthew Berger, da IPS


"Washington, 30/10/2009 – A história começou há quase 40 anos. Mas o cineasta Joe Berlinger se deu conta de que “deveria fazer algo” quando viu os habitantes da Amazônia equatoriana “comendo atum enlatado porque o pescado dos rios estava muito contaminado”. Seu documentário, intitulado “Crude” (tanto pode significar petróleo quanto cruel), é a última arma na guerra de relações públicas que no Equador cerca o processo judicial no qual a companhia de petróleo Chevron é acusada de derramar 70 bilhões de litros de líquidos tóxicos, deixar 916 fossos com dejetos e queimar milhões de metros cúbicos de gases contaminantes.


terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Wikileaks, epílogo


Esta parece ser la venganza de Julian Assange: todos los que riñen con la estrella de las filtraciones están condenados a pasar la eternidad debatiendo el significado cósmico de Wikileaks. En mi calidad de director de The New York Times durante la publicación de numerosos artículos basados en el tesoro de secretos militares y diplomáticos, y (continue lendo)


sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

OBSOLESCENCIA PROGRAMADA COMPRAR, TIRAR, COMPRAR

Indispensável...

Consuming Kids - Crianças do Consumo (ou Consumindo Crianças) (2008)



(EUA, 2008, 66min. Direção: Adriana Barbaro, Jeremy Earp)
 
"Consuming Kids, a Comercialização da Infância", trata de como as grandes corporações utilizam-se da infância para gerar lucros gigantescos, vendendo todo o tipo de produtos, muitas vezes, de forma desonesta, desumana e pouco ética, tornando-as vulneráveis na idade mais delicada de suas vidas.

Cada vez mais os brinquedos representam personagens de TV, reduzindo o poder de imaginação, deixando as crianças menos criativas. Cada vez mais substitui-se a brincadeira de rua pela tela de TV ou computador. Com isso as crianças estão tornando-se mais obesas e menos atentas. O número de casos de disfunção bipolar infantil é 4 vezes maior que há 30 anos atrás, sem falar em outras doenças crescendo assustadoramente nessa faixa etária como diabetes, depressão, hipertensão

Os comerciais de Fast-food, brinquedos, roupas, até mesmo automóveis para os pais são feitos utilizando-se de profissionais como psicólogos e antropólogos, desviando o ciência para uma única direção: o lucro.

"Estamos criando uma geração de superconsumidores"
(Sinopse original do docverdade)



(Brasil, 2011, 50 min. - Direção: Silvio Tendler

Filme de um dos maiores documentaristas do Brasil, o premiadíssimo Silvio Tendler, que mostra o cenário assustador que se encontra o país em relação ao uso indiscriminado de agrotóxicos.


Você sabia que o Brasil é o país que mais pulveriza agrotóxicos nos alimentos? Que é o recordista em consumo desses químicos?

Que um brasileiro consome em média 5,2 litros de agrotóxicos anuais?
Que os agrotóxicos provocam uma série de problemas de saúde, desde lapso de memória em crianças até má formação dos fetos?
Que apesar do Governo tentar proibir uso de muitos químicos, a justiça concede liminares a favor das grandes corporações químicas?
Que para conseguir crédito junto aos bancos o pequeno trabalhador é obrigado a usar transgênicos e pesticidas? Que as doenças provocadas por esses químicos nos trabalhadores do campo consomem 1,8% do PIB em tratamentos médicos?

Se não sabia, talvez seja a hora de saber disso e muitas outras coisas mais. (docverdade)




quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

"Caetano e Gil são do passado", diz Daniela Mercury


Bob Fernandes e Claudio Leal
Nos bastidores da gravação do programa "Aprovado", da TV Bahia (afiliada da Rede Globo), em janeiro, a cantora Daniela Mercury fez intervenções cruas sobre o carnaval de Salvador, ao defender sua posição mais próxima ao que se convencionou chamar de Axé. Câmeras desligadas, a conversa correu na informalidade, com divergências claras sobre o modelo da festa. Participavam do debate os músicos Luiz Caldas, Durval Lélys e Saulo Fernandes, o professor Paulo Miguez e o apresentador Jackson Costa.
O estúdio da TV Bahia estava repleto de técnicos e assessores dos músicos. Terra Magazine apurou os bastidores com três dos presentes.
Fora do ar, o professor do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências da Ufba, Paulo Miguez, prosseguiu a discussão e afirmou que o Axé Music só teria sido possível com a evolução do trio elétrico nos anos 70, com Moraes Moreira introduzindo o ijexá e com a existência da Tropicália. Nessa hora, Daniela o interrompeu e se declarou de "saco cheio" dessa história. "Caetano (Veloso) e (Gilberto) Gil são do passado", opinou. (Continue lendo direto no link)

Quilombo Rio Do Macaco (2011)



(Brasil, 2011, 15 min - Direção: Josias Pires)

"Canudos é aqui, entre Salvador e Simões Filho, na Baía de Aratu. Este filme mostra que a Marinha do Brasil deflagrou nesta região guerra a um grupo de famílias negras descendentes de escravos que vivem ali antes da chegada da marinha. Hoje constituem mais de 50 famílias reconhecida pela Fundação Cultural Palmares como remanescente de quilombo.


Entre os moradores há pessoas com mais de 100 anos que nasceram no mesmo local onde vivem até hoje. Só que agora sob regime de tensão e violência, aterrorizados: garantem que passam a noite acordados com medo de morrer (soldados passeiam à noite toda pelas suas roças) e têm medo de sair pois quando voltar poderão encontrar a casa derrubada.


O acesso à comunidade é controlado pelo portão de entrada da Vila Militar, um condomínio de residências de sub-oficiais da Marinha; e os conflitos vêm, sobretudo, com a construção desta Vila, a partir de 1971. As famílias da área foram removidas e desalojadas. Hoje estão proibidas de plantar e sendo expulsas da área.

O filme denuncia flagrantes desrespeitos aos direitos humanos fundamentais." DocVerdade


segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

ACREDITA?








O Segredo das 7 Irmãs / Secret of Seven Sisters (2010)

(EUA, 2010, 4 documentários de cerca de 52 min. - Direção: Frédéric Tonolli)
Série de 4 documentários que detalha a história das 7 grandes corporações mundias do petróleo, de como elas conseguiram comprar presidentes e reis, enganar nações, articular golpes de Estado, de praticar espionagem, assassinatos, provocar guerras, e fazer o maior cartel da história da humanidade colocando quase que todo mundo moderno a mercê de seus preços.











sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

WORLD PRESS PHOTO

Ganhador do Premio World Press Photo, o espanhol Samuel Aranda.



Samuel Aranda: "Lo importante es mostrar lo que está ocurriendo" 

(Leia a reportagem com o fotógrafo Samuel Aranda)

JORNAL ESPANHOL EL PAIS - DEBATE SOBRE O BRASIL

¿Brasil es una potencia emergente con pies de barro? (CLIQUE PARA LER A REPOSTAGEM)

La huelga policial en Salvador de Bahía, que amenaza con extenderse a otras ciudades, pone de relieve los conflictos que sacuden Brasil con frecuencia. En vísperas del carnaval y durante la preparación de eventos deportivos, el paro policial ha elevado a 134 los asesinatos en Salvador de Bahía en nueve días. ¿Debe el Gobierno de Dilma Rousseff negociar o ceder ante los huelguistas? ¿Por qué no ha reducido el crecimiento económico de Brasil las desigualdades y la delincuencia? ¿Tiene el país un potencial social explosivo? (CLIQUE PARA LER A REPORTAGEM)

 

Policías y bomberos de Río se declaran en huelga a una semana del Carnaval

 

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

IMAGENS QUE EXPLICAM MUITO...



Estamos no fogo cruzado das duas organizaçãoes. Para desarticular as rescentes greves, o poder público em nome da "segurança nacional" grampou os telefones dos líderes grevistas, em seguida o "outro poder", a Rede Globo fez o serviço mais sujo, "crucificou" o cabo carioca que estava articulando em nome dos interesses da corporação em nível nacional. Perguntas: No caso da ocupação do Pinheirinho, algum dos interessados tiveram seus sigilos quebrados? É possível "pode" quebrar o sigilo dos bandidos de gravata? Entramos num momento muito sensível e perigoso, onde os próprios "representantes do povo" estão perseguindo os movimentos que reinvindicam constitucionalmente melhorias. É SIMPLES, MANTÉM O POVO SEM EDUCAÇÃO, ADESTRA A OUTRA PARTE QUE COLABORA E PATROCINA MUITO "PÃO E CIRCO", COM A "COLABORAÇÃO" DA REDE GLOBO, AFILIADAS E CONCORRENTES, COM SEUS GLADIADORES, IMPERADORES, GUERREIROS, NEUTRALIZANDO QUALQUER REAÇÃO RACIONAL, PORQUE SOMOS BOMBARDEADOS OU DIRECIONADOS A TODO MOMENTO A MANTER O NOSSO INCONSCIENTE SEMPRE ATIVADO.

Não há motivos para desespero, o carnaval está chegando, depois tem micaretas o ano todo em todos os cantos do país, tem futebol às quartas e domingos com pausa para o natal e passagem de ano (ritual para esquecer todo o massacre a que fomos submetidos no ano anterior), tudo com a segurança paga com nossos impostos, para resgardar democraticamente os abstêmios, bêbados responsáveis e irresponsáveis, os agressores de mulheres, assassinos do trânsito, estupradores e etc. Para relaxar tem muito filme  de hollywood com bastante violência e teorias conspiratórias...  VOU PARAR, PORQUE ACHO QUE EU É QUE ESTOU ERRADO E VENDO COISAS DEMAIS... OU TALVEZ EU DEVERIA TRABALHAR 16 HORAS POR DIA E NÃO TER QUE PENSAR, NEM EXERCER A CHAMADA "CIDADANIA" E RESPEITAR O OUTRO.

ARARAT - GENOCÍDIO ARMÊNIO




Ararat, de Atom Egoyan

Com originalidade e bom gosto diretor egípcio, descendentes de armênios e criado no Canadá mostra ao mundo sua versão sobre o extermínio dos armênios pelos turcos no início do século XX.
Pedro Guimarães (Paris) - www.zetafilmes.com.br

Qualquer espectador de cinema minimamente atencioso já deve ter se perguntado porque há tantos filmes realizados sobre o Holocausto dos judeus durante a Segunda Guerra Mundial. A resposta porém é fácil. Justamente porque em Hollywood, os grandes patrões dos maiores estúdios são descendentes de judeus, isso sem contar diretores também poderosos da indústria do entretenimento como Steven Spielberg.

Mas e com relação aos outros genocídios da História da Humanidade? Bom, aí a questão é mais delicada. São raros os descendentes de curdos, chechênios ou iugoslavos que tém influência e dinheiro - bastantes para fazer o mundo conhecer, através do cinema, as mazelas dos seus povos. Quando não se tem poder nem dinheiro, pode-se usar do bom gosto e da originalidade. E foi justamente disso que Atom Egoyan lançou mão para mostrar ao mundo sua versão sobre o extermínio dos armênios pelos turcos no início do século XX. Nada de recriação histórica e de época minuciosas, como fez Spielberg em seu "A Lista de Schindler". Atom Egoyan, diretor canadense de origem armênia, usa de todos os recursos linguísticos que o cinema lhe permite (flashbacks, organização temporal fragmentada, filme dentro do filme) para contar uma história emocionante e inesperada onde mais importante que retratar o passado de um povo e se perguntar, qual o papel que os descendentes de uma civilização vitima de genocídio deve ter no mundo atual. Tal papel é bem claro na cabeça do diretor. Para tanto, ele distribui seu alter-ego em vários personagens diferentes: o experiente cineasta que não deixa morrer a chama da história do seu povo (Charles Aznavour); a bela historiadora de arte que tem que lidar com seu lado de mulher moderna do século XXI sem se esquecer de suas raízes (Arsine Khanjian, mulher de Egoyan); e o jovem que volta ao seu país de seus antepassados em busca de suas origens (David Alpay). Todas essas personagens são "flagradas" num contexto ocidental, bem ao espelho do diretor, nascido no Egito, de pais armênios e criado no Canadá, Egoyan voltou à Armênia para rodar seu primeiro filme de sucesso "Calendar" (1993).
Por ter sido rodado fora do esquema dos grandes estúdios, "Ararat" é nome do monte mais famoso da Armênia -, não tem aquele espírito didático de obra feita para ensinar história para os menos esclarecidos. O filme é uma obra livre, de ficção acima de tudo, mesmo que se apóie em fatos reais. No entanto, a "realidade" do filme Egoyan deixou para o filme dentro do filme, rodado pelo diretor vivido por Aznavour. Mas, como bem acontece na vida de um cineasta, filme e realidade muitas vezes se misturam. 
Egoyan diz para quem quiser ouvir que "Ararat" é o filme da sua vida, assim como "A Lista de Schindler" foi o filme da vida de Spielberg. Este pode até ser a obra mais pessoal de Egoyan, mas "Ararat" vai ter que brigar muito para se tornar o filme mais impactante do diretor, já que sua filmografia conta com os excelentes "O Doce Amanhã" e "O Fio da Inocência". Porém uma coisa é certa, o filme mais desafiador sobre genocídios, agora sabemos, não foi feito por judeus.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

IMAGENS QUE EXPLICAM ALGO...


O FILME QUE MUDOU A AUSTRÁLIA

Uma das maiores empresas de marketing do mundo resolveu passar uma mensagem para todos através de um vídeo criado pelo TAC (Transport Accident Commission) e teve um efeito fantástico na Austrália.
Depois desta mensagem, 40% da população da Austrália deixou de usar drogas e de consumir álcool principalmente nas datas comemorativas.
Espero que todos assistam, mesmo que não se alcoolizem ou usem algum tipo de drogas, e que reflictam e passem para os seus contactos.
Orientem os seus filhos, sobrinhos, amigos etc...
RECEBI DE UM AMIGO, Contribua para divulgar e passar esta mensagem.
 

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

ACTA: A nova ameaça para a Internet (ASSINE!)/ ACTA: The new threat to the net (SIGN!)






QUEM GANHOU COM O MASSACRE DO PINHEIRINHO

Há poucos meses atrás, em setembro, as manchetes dos jornais de São José dos Campos estampavam a notícia de um acordo para regularizar o bairro do Pinheirinho. Após sete anos, as 1.600 famílias dessa comunidade teriam sua situação de moradia resolvida. O secretário estadual de habitação e representantes do Ministério das Cidades vistoriaram pessoalmente a área para fechar o acordo. Houve muita festa entre os moradores. Quatro meses depois, em 22 de janeiro, a polícia militar de São Paulo – a mando do governador e legitimada pelo Tribunal de Justiça – inicia uma operação de guerra, que terminou com o despejo da comunidade, dezenas de presos e feridos e 7 desaparecidos. Um massacre do Estado contra trabalhadores que queriam apenas o elementar direito de permanecer em suas casas. Quanto à dimensão e covardia das agressões nem é preciso insistir, pois as imagens que circularam nos jornais e na internet falam por si. A questão é: como se deu esta reviravolta?
A movimentação que levou o Pinheirinho da regularização ao despejo teve três atores principais: o Judiciário paulista, a prefeitura do município e o Governador Geraldo Alckmin. A sintonia desta orquestra macabra CONTINUE LENDO